• VTEM Image Show
  • VTEM Image Show
  • VTEM Image Show

Sindsaúde não tem interesse nos trabalhadores da saúde de Petrolina

Veio à Petrolina esta semana para conversar com o Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (Sindsemp), o presidente do Sindsaúde, o sindicato dos servidores da saúde do estado de Pernambuco, Tiago Oliveira. Na conversa, o representante sindical do estado afirmou que não tem interesse nos trabalhadores da saúde do município e desvinculou a filiação de quase 80 servidores.

“Estamos aqui para dizer ao trabalhador da saúde da cidade de Petrolina que o Sindsaúde não quer ficar com os trabalhadores daqui. Nós já estamos informando à atual gestão sindical do município isso e já entramos em contato com o Ministério do Trabalho para desvincular os servidores, porque não temos interesse. A luta tem que continuar nos municípios”, destacou o presidente do Sindsaúde.

A decisão de que o sindicato estadual representasse toda a categoria da saúde do estado partiu do Ministério do Trabalho em uma antiga ação. Mas o Sindsaúde entende que uma categoria que luta sozinha não tem força. “A saúde tem que ficar junto da educação, da administração, por exemplo, é lutar junto. Quem tentar desagregar, do ponto de vista político, não terá nossa concordância”, enfatizou Tiago Oliveira.

O Sindsemp tem atualmente cerca de 4 mil servidores filiados e parte deles é de trabalhadores da saúde do município. “Não nos interessa desagregar o grupo. Se o Sindsemp atende todas as categorias, desde a educação até a saúde, administração, trânsito, ele se torna mais forte para fazer as reivindicações”, lembrou o líder sindicalista do estado.

De acordo com o presidente em exercício do Sindsemp , Walber Lins, tanto o sindicato municipal quanto o estadual convergem no pensamento da permanência da base sindical em Petrolina. “Tivemos um diálogo que garantiu a base no município. Mediante a sistemática do processo, a gente teve a preocupação e tentou estreitar a relação com o Ministério do Trabalho e com o Sindsaúde”, disse Walber Lins.

Sindsemp divulga membros de Comissão Eleitoral

Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina torna público os membros da comissão eleitoral instituída para realizar e acompanhar o processo de eleição do mandato 2015/2018. Confira abaixo:

Oficio nº 131 1

 

CTB, UNE e MTST convocam grande ato no dia 20/8

O presidente da CTB, Adilson Araújo, o dirigente nacional do MTST, Guilherme Boulos, e a presidenta da UNE, Carina Vitral, se reuniram na sede da CTB, em São Paulo, nesta quinta-feira, 23, para definir as diretrizes do ato nacional programado para o próximo dia 20 de agosto.

paralisação 20.08

A CTB e demais centrais sindicais juntamente aos movimentos sociais e setores progressistas da sociedade vão para as ruas em mais um Dia Nacional de Lutas em defesa da democracia, dos direitos sociais e trabalhistas e da Petrobras. A CTB convoca ainda as suas centrais estaduais a prepararem atos locais em suas cidades.

Leia mais...

Sindsemp promove capacitação e entrega de fardamento a funcionários do clube

fardamentoNa ultima quinta-feira (23),  os funcionários do clube de campo do sindsemp passaram por uma capacitação sobre a sáude no trabalho, o uso de Equipamento de Proteção Individual (EPI), como capacete, protetor auditivo, chapéu árabe, botas e fardamento completo. Os funcionários ainda receberam treinamento para o uso do ponto eletrônico, que visa dar mais segurança aos funcionários. Além disso, eles puderam confraternizar em um café da manhã proporcionando pelo sindicato.

De acordo o técnico de segurança do trabalho, Flademir Granja, momentos como esse proporcionado pelo sindicato, é indicado para cuidar e prevenir a saúde do trabalhador.  “É importante ações como essa que a empresa vem fazendo. Não é só a preocupação de ter seu quadro de funcionários trabalhando padronizado, e sim, a própria integridade física do funcionário, para que ele possa trabalhar, proporcionando bem estar no ambiente de trabalho e também no seu lar”. Explica o técnico em segurança do trabalho.

Leia mais...

Educação aprova projeto que só permite substituição de livros didáticos após três anos

livros

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou proposta que proíbe escolas de substituírem os livros didáticos pelo prazo de três anos contados a partir de sua adoção. A proposta exige ainda a reposição de livros extraviados, ainda que em período inferior aos três anos previstos para a utilização de determinado título.

A comissão analisou seis projetos de lei que tratam do assunto e tramitam apensados: PLs 2962/04, 4922/09, 4044/04, 1082/07, 2862/08 e 1508/03.

Leia mais...